Mattotti (2006)

 
 

Mattotti, Documentário biográfico. 50 minutos. Idioma: italiano e francês legendas. Director Renato Chiocca. Produzido por Mithril Production Srl.

Mattotti (2006)

Lorenzo Mattotti é um dos ilustradores mais importantes do mundo.
Nascido em Brescia em 1954 e vivendo em Paris, estreou-se como autor de banda desenhada no final dos anos 70 e no início dos anos 80 fundou o grupo Valvoline com outros ilustradores.

Ao longo dos anos, a sua arte tem estado sempre em constante movimento, desde a linguagem dos quadrinhos, dos quais continua a ser um dos intérpretes mais reconhecidos internacionalmente, até à ilustração e à pintura

Como cartoonista, é autor de livros pioneiros como Spartacus, Fuochi e os internacionalmente aclamados Jekyll & Hyde e Stigmate, escritos com Claudio Piersanti, publicados em Itália pelo Einaudi e um best-seller em França

A sua carreira levou-o a áreas como a ficção infantil com Pinóquio e Eugenio, vencedor do Grande Prémio de Bratislava, e a ilustração de capas de livros como as reimpressões Garzanti de Pasolini ou Romanzo criminale de Giancarlo De Cataldo, revistas como a New Yorker, Vanity Fair, Internazionale, Sole 24 ore Magazine, assim como campanhas publicitárias para Eni e Aperol e cartazes para eventos como o Festival de Cinema de Cannes, Viareggio Carnival, Annency Film Festival, Noir in Festival, Estate Romana, Città di Torino.

Mattotti (2006)
Desenho Mattotti em Angoulême (2012). Foto blog do autor.


Nos últimos anos, paralelamente à sua pesquisa pictórica, como testemunhado pelas suas numerosas exposições individuais no Palazzo delle Esposizioni em Roma, Paris, Nápoles, Milão e Haarlem, ele intensificou a sua relação com o cinema, criando o desenho animado Pinóquio de Enzo D’Alò e posters para filmes como A cavallo della tigre de Carlo Mazzacurati, L’ humanité de Bruno Dumont, I vestititi nuovi dell’imperatore de Alan Taylor e Eros de Michelangelo Antonioni, Steven Soderbergh e Wong Kar Wai, para os quais também criou a animação.

Mattotti (2006)
Exposição Lorenzo de Mattotti durante o Festival da polpa 2022 na quinta Buisson em Noisiel, em Abril de 2022. Foto Domenique Schoenig.


O documentário sobre Mattotti nasceu do desejo de explorar a sua capacidade de melhor encarnar a figura de um artista contemporâneo, livre e popular, bem versado nas artes figurativas mas também nos media, através do qual ele é capaz de experimentar uma trajectória poética coerente e sempre dinâmica

O trabalho do artista e a forte sugestão das suas imagens estão no centro de um documentário artístico no qual a memória se torna um motivo de criação e emoção: o trabalho do artista no seu atelier em Paris, nas exposições que lhe são dedicadas, ecoa os testemunhos de amigos e colaboradores que, ao longo do tempo, não só se depararam com a poesia de Mattotti como contribuíram para a sua definição. Um fogo cruzado em que as vozes de artistas como Tonino Guerra, Antonio Albanese, Art Spiegelman, Carlo Mazzacurati, Enzo D’Alò, Claudio Piersanti, Enzo Borgini, Jerry Kramski e Gabriella Giandelli destacam a personalidade criativa e humana de Mattotti.


A documentação filmada destes encontros e do processo criativo do artista é acompanhada por animações, filmes, leituras, exposições, visões urbanas e humanas, momentos e produtos de uma imaginação guiada pela visão de uma arte múltipla.


O trabalho de Lorenzo Mattotti é portanto o protagonista de um filme que, seguindo a sua carreira artística, encontra a oportunidade de dar vida às sugestões dos seus desenhos para que o espectador possa experimentar a intensidade e a força deste contador de histórias íntimo e popular através de imagens.

Fonte Cinemaitaliano.info

Página o site de Lorenzo Mattotti / No Facebook / Blog /

Documentário descoberto e sugerido por Antonio Nogueras.


Suscríbete por email para recibir las viñetas y los artículos completos y sin publicidad
Artículos relacionados