O Planeta Papel

 
 
O Planeta Papel

O Planeta Papel

Este post é uma desculpa para rever o trabalho de um colega de trabalho, algo que eu deveria fazer mais vezes por aqui.

Eu conheci os quadrinhos, piadas e ilustrações de Oscar Sánchez “OSR” porque ele se registou no MiLápiz em 2015 e começou a fazer upload de desenhos animados fixes. Oscar nasceu em Barcelona em 1976 e mudou-se para Portugal por amor em 2006. Foi por causa de uma mulher portuguesa que agora é sua esposa.

Eu pedi-lhe para se descrever um pouco e ele fê-lo:

“Nunca fui adepto de nenhum partido político (votei em todos eles, mesmo no direito!), nunca fui fã de nenhum clube de futebol (não sou gay), nunca professei nenhuma religião (não sou filho de Satanás), escusado será dizer… nunca me senti verdadeiramente patriótico de nenhum país.

Tudo isto me parece ser “coisas” que servem para fazer outras “coisas” (que, em geral, me aborrecem). Agora que tenho 43 anos de idade, posso dizer honestamente que não quero saber.
Eu preocupo-me com outras coisas que a maioria dos seres humanos acham aborrecidas, como observar o mundo e desenhá-lo (à minha maneira, mesmo que eu não tenha inventado nada de novo).

Eu gostaria de contribuir com algo positivo e construtivo. Contribuir com algo que ajude os outros a ver e a verem-se a si próprios. Eu, de Portugal, vejo as notícias (Catalunha, Vox, Podemos, política em geral, etc.) e é como se visse os meus irmãos a discutir e a perder tempo com disparates, para variar. Dói-me vê-los assim e não posso ter nada contra nenhum deles porque no fundo amo-os a todos igualmente (mesmo os portugueses)”.

O OSR não se dedica apenas aos desenhos animados, ele também se dedica à fotografia, pintura, design e muitas outras coisas de plástico que pode ver aqui na sua página. (FbTw)

O Planeta Papel

Acima é um desenho animado OSR de 2016 e abaixo é um desenho animado a partir de 2015

O Planeta Papel

Ele publica anedotas individuais sobre muitos assuntos diferentes, fazendo uma pesquisa sobre publicidade, futebol, os meios de comunicação social, posturas influentes e política em geral, mas também páginas como esta.

O Planeta Papel

Uma das últimas coisas que ele publicou é uma banda desenhada autobiográfica. Dezoito páginas recordando a sua infância, os seus amigos e família.

El Planeta de Papel é um conto curto, bastante comprimido, de 18 páginas. Embora seja um género muito explorado, os desenhos do OSR têm um toque divertido e fresco, ilustrando as suas memórias com humor. Não esquecendo o que ele sente ao resgatá-los. Só por isso, merece ser lido.

Pode lê-lo completo e com novas páginas (já 36) que o OSR está a adicionar na sua página de Facebook.


Suscríbete por email para recibir las viñetas y los artículos completos y sin publicidad
Artículos relacionados