Deputado brasileiro rasga desenhos sobre violência policial em exposição

 
 
Deputado brasileiro rasga desenhos sobre violência policial em exposição

O Deputado Marcio Tadeu, popularmente conhecido como“Coronel Tadeu“, foi contra este desenho animado de Latuff para o demolir e rasgar.

Aconteceu no dia 19 de Novembro, durante a inauguração da exposição “(Re)exist no Brasil: Trajetórias Negras Brasileiras“, exibida organizado pela Câmara dos Deputados que visa fornecer uma breve visão geral da resistência negra na história recente do país, bem como as suas contribuições, realizações e exigências. A exposição coincide com o Dia da Consciência Negra, que é comemorado a 20 de Novembro em comemoração do líder escravo negro assassinado Zumbi dos Palmares (1655/1695).

É paradoxal que o assalto ocorra no âmbito das actividades de luta contra a desigualdade racial e por uma imagem que denuncie a violência.

O deputado vilão a esmagar o desenho animado.

Mas o bandido também se filmou a si próprio e carregou o vídeo para o Facebool para mostrar a acrobacia na internet.

Deputado, ex-polícia e um homem violento

El cafre
O punk. E vândalo

Marcio “Coronel” Tadeu, ex-polícia militar e deputado de extrema-direita do partido de Bolsonaro, esmagou um dos painéis com um desenho animado de Carlos Latuff. Ele também garantiu aos meios de comunicação social que sem arrependimentos e que o faria novamente para defender os “600.000 polícias militares que estavam a ser acusados, por meio de uma imagem, de serem assassinos”.

O desenho animado é uma crítica ao facto de a maioria das vítimas de violência policial serem negras. 75,4% dos mortos em intervenções policiais são negros, de acordo com dados de 2019 do Fórum de Segurança Pública do Brasil.

De acordo com o cartoonista o ataque do deputado à exposição prova que a caricatura estava correcta e que foi uma tentativa de censura para “tornar invisível o debate” sobre a violência policial contra os negros.

Deputado brasileiro rasga desenhos sobre violência policial em exposição

O desenho animado de Latuff aludindo ao ataque do deputado negro

Esta não é a primeira vez que os desenhos animados de Latuff provocam reacções de raiva. Ele até tem o seu próprio blog bloqueado na Turquia.

Em Setembro, um dia após a inauguração da exposição de humor gráfico“O riso é risco: a independência em perigo“, instalada na entrada do plenário da Câmara Municipal de Porto Alegre (Brasil), onde Carlos Latuff também participou, foi encerrado.

Num acto óbvio de censura, a vereadora Monica Leal (PP), na sequência de um pedido de Valter Nagelstein (MDB), ordenou o seu encerramento e que todos os desenhos animados fossem retirados.

Alguns dias depois, o poder judiciário brasileiro ordenou a reabertura da exposição.

Relacionados, mais de 100 casos em todo o mundo:

humor-apuros

Suscríbete por email para recibir las viñetas y los artículos completos y sin publicidad
Artículos relacionados